Bem-vindo à vila Morena!

Hoje
Hoje
Mín C
Máx C
Amanhã
Amanhã
Mín C
Máx C
Depois
Depois
Mín C
Máx C
FacebookPartilharRSSadicionar aos favoritosimprimir

Lauak Grândola quer começar a produzir em 2019 e já está a avançar com o recrutamento e formação de pessoal

1q7a5002 1 760 1000
17 de Janeiro de 2018

 

Mais de 300 pessoas assistiram hoje à apresentação pública do projeto Lauak Grândola, que terá um investimento de mais de 32 milhões de euros para produzir componentes para a indústria aeronáutica. Na sessão que contou com a participação do Administrador da Lauak Portugal, do Presidente da Câmara de Grândola, do Presidente da CCDR Alentejo e dos Diretores do Centro de Emprego e Formação Profissional do Alentejo Litoral e da Cenfim, e que lotou o Cine Granadeiro – Auditório Municipal, Armando Gomes adiantou que a construção da empresa deverá começar já no próximo mês. O Administrador da Lauak Portugal revelou ainda que a empresa deverá começar a produzir a partir de 2019, com cerca de 100 funcionários, atingindo em 2023, os 325 trabalhadores. Armando Gomes afirmou ainda que a fábrica de Grândola irá funcionar com projetos novos que passam pela produção de materiais compósitos e portas de bagageira de carga para a Airbus. A parte social também não foi esquecida - a empresa contará com uma creche para os filhos dos trabalhadores.

Para o Presidente da Câmara de Grândola, António Figueira Mendes, a apresentação do Projeto Lauak marca o início de um novo caminho para Grândola e para os Grandolenses, afirmando tratar-se “do maior investimento feito no nosso concelho na área da indústria” que irá criar centenas de postos de trabalho e que irá mudar o paradigma do desenvolvimento em Grândola. O Presidente da Câmara afirmou ainda que a “criação da Fábrica Lauak a par do desenvolvimento nos setores agrícola e turístico vai contribuir de forma decisiva para o crescimento sustentável da economia do nosso concelho.”

O Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDRA), Roberto Pereira Grilo, destacou a importância do projeto LAUAK Grândola na criação de emprego e na criação de riqueza para a região e para o país. Roberto Pereira Grilo agradeceu ao Município de Grândola a “forma empenhada, a capacidade de atração, de acompanhamento e de agente facilitador que tem vindo a desenvolver para que este projeto se instalasse em Grândola”. O Presidente da CCDRA afirmou ainda que com o anúncio deste projeto todas as NUTS III da região Alentejo terão projetos no âmbito da aeronáutica. Para Roberto Pereira Grilo o Projeto Lauak, que classificou de “um projeto de saberes e que atinge o patamar da indústria 4.0”, contribui de forma notável para a projeção da região Alentejo no exterior.  

A sessão pública de apresentação do projeto serviu ainda para a recolha de candidaturas. O processo de recrutamento para o projeto Lauak Grândola vai decorrer durante o ano de 2018.